sábado, 30 de agosto de 2014

Tribunal de Viseu aceitou providência contra encerramento de 3 escolas de S. P. Sul

«O Tribunal de Viseu aceitou a providência cautelar interposta contra o Ministério da Educação pela Câmara de S. Pedro do Sul, que procura evitar o encerramento de três escolas básicas do concelho, disse esta sexta-feira a autarquia. De acordo com o presidente da Câmara de S. Pedro do Sul, Vítor Figueiredo, a decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Viseu, conhecida durante a manhã, permitiu que três escolas que o Ministério da Educação iria fechar estejam abertas esta sexta-feira.
"O tribunal deu-nos razão e temos hoje legalmente as três escolas em causa abertas. No entanto, a decisão não é definitiva e o Ministério da Educação tem 15 dias para recorrer", esclareceu.
A providência cautelar contra o Ministério da Educação e Ciência, referente aos encerramentos das escolas básicas de S. Félix, Serrazes e Valadares, deu entrada no Tribunal Administrativo e Fiscal de Viseu a 22 de agosto.
A Câmara de S. Pedro do Sul decidiu interpor a providência cautelar porque "o encerramento das escolas básicas de S. Félix, Serrazes e Valadares não foi discutido, à semelhança do que aconteceu com outras cinco que irão encerrar no próximo ano letivo".
"Inicialmente, foi negociado com a Direcção-Geral de Educação o fecho de cinco escolas - Fermontelos, Olivais (Bordonhos), n.º 1 de S. Pedro do Sul (antiga), Várzea e das Termas - com que concordamos. No entanto, à nossa revelia, decidiram encerrar mais três, o que não aceitamos", referiu.
Com a providência cautelar, pretendem "suspender o despacho do secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar, que tendo proferido que concordava com a proposta efetuada no procedimento de reordenamento da rede escolar do 1.º CEB - ano 2014
2015, posteriormente e unilateralmente o alterou".
Vítor Figueiredo explicou que agora é preciso aguardar 15 dias para ver se o Ministério da Educação vai pronunciar-se e contestar a decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Viseu.

"Sabemos que o Ministério da Educação pode, já na segunda-feira, alegar que por grande interesse público as escolas devem fechar, mas para já o tribunal deu razão à nossa providência cautelar", concluiu.»
Texto e foto, in: Público, 2014.08.30

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Inscreva-se até 12 de setembro nas primárias do PS

Os simpatizantes do PS que queiram votar nas primárias do PS podem-se inscrever até dia 12 de setembro através do site: https://www.psprimarias2014.pt/
A votação num dos dois candidatos (António Costa ou António José Seguro) será no dia 28 de setembro.
A minha opção é por António Costa... a sua que seja naquele que, em liberdade, entender que está em melhores condições para dar uma nova esperança a Portugal.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Penalva do Castelo: Feira do vinho "DÃO DE PENALVA"

Na tarde de 24 de agosto decorreu em frente dos antigos paços do concelho, no largo do pelourinho, a feira do vinho "Dão de Penalva".
Esta iniciativa teve como objetivo divulgar e potenciar o produto com maior peso na economia local e um dos mais genuínos produtos do concelho – o Vinho Dão de Penalva do Castelo. Outras potencialidades, como, o Queijo Serra da Estrela Dop, o Artesanato Local, o Fumeiro também estiveram patentes no certame.
Lá estive com o presidente da câmara, Francisco Carvalho, e demais autarcas, bem como com os vice-presidentes da CCDR, José Alberto Ferreira e Luís Caetano, entre outras entidades convidadas.
Na oportunidade visitei ainda o núcleo museológico da Santa Casa da Misericórdia de Penalva do Castelo.






























sexta-feira, 22 de agosto de 2014

LAMEGO: Deputados do PS visitaram "Portas p'rá vida"

Alberto Cardoso, presidente da "Portas P´ra Vida", convidou, em nome dos órgãos dirigentes da instituição, os deputados do PS Viseu, José Junqueiro, Elza Pais e Acácio Pinto, para uma reunião de trabalho e visita às instalações. Foi no dia 21 de agosto, em Lamego, no cimo da serra das Meadas.
Alberto Cardoso, Manuel António, José Silva Lopes, dirigentes, Sónia Silva e Pedro Reis do corpo técnico responsável, guiaram a visita ao lar residencial, já em funcionamento, bem como às residências autónomas, à espera da assinatura do protocolo, e ao centro de atividades ocupacionais em fase de conclusão.
O projeto que já envolve 39 funcionários, cerca de 120 utentes e, globalmente, representa um esforço de 3 milhões de euros, nasceu no início dos anos 90 com uma "visão" e com uma "missão".
A visão de se constituir como “uma entidade de referência no âmbito da inclusão social, proporcionando melhor qualidade da vida aos seus clientes e múltiplas formas de vivência em comum, dando-lhes respostas adequadas e qualificadas, nas suas diferentes fases de desenvolvimento.”
A missão de “prestar apoio psicossocial e socio laboral de qualidade a cidadãos com deficiências e ou incapacidades do agrupamento de concelhos do vale do Douro Sul, indo de encontro às suas necessidades e estabelecendo parcerias de forma a maximizar os serviços prestados”.
A reunião de trabalho permitiu tomar conhecimento dos principais constrangimentos com que a instituição se debate e que não são compatíveis com o esforço dos seus dirigentes, de todos os funcionários e, sobretudo, dos seus 120 utentes. Nesse sentido, nos próximos dias, os deputados do PS iniciarão um conjunto de contactos institucionais como contributo para a resolução dos problemas existentes.
Fica uma palavra de reconhecimento ao esforço e mérito de quem tão abnegadamente dedica as suas vidas ao serviço dos que mais precisam da nossa solidariedade ativa.
(fonte: gota de água)


quarta-feira, 20 de agosto de 2014

António Costa recebido em Viseu com grande entusiasmo

Desde o Rossio, rua Formosa, onde se deteve junto à estátua de Aquilino e à banca de mobilizar Portugal, descendo a rua Direita, soldado desconhecido, rua Emídio Navarro até à porta da Feira de São Mateus, António Costa foi acompanhado por centenas e centenas de pessoas vindas de todo o distrito numa arruada que vai ficar na memória de todos quantos a integraram, no final da tarde e noite de 9 de agosto.
Depois foi a entrada na feira onde a vereadora da cultura da câmara de Viseu, Odete Paiva, o recebeu e lhe deu as boas vindas a Viseu e à feira, num gesto de cortesia, de registar, da autarquia de Viseu.
Seguiu-se o jantar com apoiantes e simpatizantes no restaurante Tia Iva, completamente cheio, onde intervieram Adelaide Modesto, presidente da concelhia de Viseu do PS, José Morgado, simpatizante do PS e presidente da câmara de Vila Nova de Paiva e da CIM Viseu Dão Lafões, Acácio Pinto, deputado do PS e diretor distrital da campanha de António Costa, João Azevedo, presidente de Mangualde e mandatário de António Costa e, finalmente, interveio António Costa com um discurso claro, incisivo, denso de ideias e muito aplaudido por todos os presentes.
No final foi efetuada uma visita à feira a alguns dos espaços da feira, com uma saudação especial aos bombeiros presentes, com quem António Costa dialogou, pois este era o dia dos bombeiros na Feira de São Mateus.
Grande mobilização, grande jornada, muito entusiasmo.
(Fotos: Mobilizar Portugal)