quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Deputados do PS Viseu visitaram a BTL - Bolsa de turismo de Lisboa

Os deputados do PS eleitos por Viseu, José Junqueiro, Acácio Pinto e Elza Pais, visitaram no dia 27 de fevereiro, dia da inauguração, a BTL 2013, que decorre até dia 3 de março em Lisboa, na Expo, e que vai na sua 25ª edição.
Nesta edição estão mais de três dezenas de destinos internacionais representados nesta feira bem como oito regiões nacionais para além de inúmeros municípios e de empresas a título individual.
Com ligação ao distrito de Viseu lá estavam o Turismo do Centro de Portugal, este ano como destino nacional convidado, o Turismo do Porto e Norte de Portugal que integravam nos seus stands muitos municípios do distrito.
Nos dois stands os deputados do PS foram recebidos pelos respetivos presidentes das duas entidades regionais de turismo, Pedro Machado e Melchior Moreira, mas também por vários presidentes de câmara que integram as respetivas regiões de turismo e que aqui se documentam através de fotografias.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Deputados do PS questionaram o governo: Para quando o IC 37, Viseu-Nelas-Seia?


Pergunta formulada ao governo pelos deputados do PS eleitos por Viseu, Acácio Pinto, José Junqueiro e Elza Pais, sobre o IC 37, Viseu-NElas-Seia:
«Senhora Presidente da Assembleia da República:
À pergunta nº517/XII/1 de 8 de setembro de 2011 que versava sobre o início do processo de construção do IC 37 (Viseu-Nelas-Seia), um corredor estratégico para a acessibilidade de toda a região e que já tinha declaração ambiental favorável, (nº188/2010), publicado no DR de 17 de setembro de 2010, o governo, através do ministro da economia e do emprego, o viseense Álvaro Santos Pereira, respondeu, em 10 de outubro de 2011, que «por razões de restrição financeira que o país atravessa não é possível a integração do IC 37 (Viseu/Seia) no plano de investimentos 2012/2013.»
Porém, como nos últimos tempos fomos confrontados com declarações diversas de membros do governo sobre investimentos nas acessibilidades rodoviárias e ferroviárias e tendo em conta que o itinerário em causa é um eixo crucial para o desenvolvimento dos concelhos por ele atravessados, configurando mesmo um dos fatores mais relevantes para a redinamização da economia regional, seja na área industrial, comercial, termal ou turística, impõe-se voltar a este tema.
Acresce à oportunidade do tema a atualidade do momento, verdadeiramente singular, em que o ministério da Economia acaba de anunciar para Lisboa e Almada um investimento de mil milhões de euros.
Portanto, face ao que precede e tendo em conta que os agentes locais, autarquias, associações empresariais, empresários, estão disponíveis para dar o seu contributo para a redinamização da economia e do desenvolvimento da região, os deputados signatários vêm através de vossa excelência, perguntar ao ministro da economia e do emprego:
1. O governo vai rever o seu plano de investimentos rodoviários e vai voltar a conferir ao IC 37 (Viseu-Nelas-Seia) a prioridade que ele merece e avançar para o seu processo de construção, em articulação com as autarquias?
2. Em caso afirmativo qual é o cronograma de desenvolvimento desta via estruturante para toda a região entre Viseu e a serra da Estrela?
Palácio de S. Bento, 27 de fevereiro de 2013
ACÁCIO PINTO
JOSÉ JUNQUEIRO
ELZA PAIS»

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

S. Pedro do Sul: sessão distrital do Parlamento dos Jovens do ensino básico

Participei no dia 25 de fevereiro, como deputado à Assembleia da República, na sessão distrital do Parlamento dos Jovens, para o ensino básico, que decorreu no cineteatro de S. Pedro do Sul e que este ano se subordinou ao tema "ultrapassar a crise".
Presentes, igualmente, representantes da câmara municipal de S. Pedro do Sul, dos serviços da AR, da direção de serviços regionais de educação do centro e do instituto do desporto e juventude.
Após as sessões nas escolas, os jovens deputados presentes nesta sessão em representação de 23 escolas do distrito, aprovaram as deliberações do círculo eleitoral de Viseu e procederam à eleição dos deputados à sessão nacional do Parlamento dos Jovens que decorrerá na Assembleia da República nos dia 6 e 7 de maio e que é o epílogo do programa.
O Parlamento dos Jovens é uma iniciativa institucional da Assembleia da República, desenvolvida ao longo do ano letivo com as escolas de todo o país, em que pode inscrever-se qualquer escola do universo do ensino público, privado e cooperativo.
Participam, este ano, no programa, 737 escolas de todo o país.
(Fotos: CM SPSul)


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Proviseu e Conservatório homenagearam Agostinho Torres de Almeida

Na tarde de 23 de fevereiro a PROVISEU (associação para a promoção de Viseu e região), com a colaboração do conservatório regional de música de Viseu, homenageou Agostinho Torres Almeida (1938-2012), ele que em vida integrou em diversos mandatos os órgãos sociais da associação.
Lá estive a convite da Celeste Torres Almeida, sua filha, associando-me assim a uma justa homenagem a um amigo que conheci nos anos 80 no Sátão, onde ele desempenhava as funções de gerente bancário.
E a partir dessa data, diga-se, ficou uma forte amizade que nos levava várias vezes a longas conversas sobre a política, a cultura e, sobretudo, sobre o jornalismo, uma vez que ele foi também responsável pela edição do jornal Caminho, de Sátão, quando eu fundei em 1987 o jornal Gazeta de Sátão.
Pessoa de excelente caráter, com discurso muito elegante, sempre em atividade, habituei-me, igualmente, aquando da minha passagem pelo governo civil a receber, com regularidade, a sua visita e julgo, até, ter sido um dos responsáveis pela sua adesão às tecnologias de informação, a medo, depois de uma conversa mais animada, em que eu lhe disse que não lhe enviaríamos mais a agenda do governo civil pelas vias tradicionais (carta ou fax) e que esta era a via do futuro. Não ficou convencido, mas mais tarde disse-me que eu tinha razão.
Deixo também uma dedicatória num dos seus livros que me ofereceu, este sobre a santa casa da misericórdia de Vouzela, outra das suas paixões, em que pela caligrafia e conteúdo se percebe bem de que pessoas estamos a falar.
Para a Celeste Torres Almeida, um cumprimento especial.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Borges da Silva é o candidato do PS à câmara municipal de Nelas

José Borges da Silva foi formalmente apresentado como candidato independente, nas listas do PS, à presidência da câmara municipal de Nelas. Foi no dia 23 de fevereiro ao fim da tarde numa sessão que decorreu no auditório do edifício multiusos que, para o efeito, se encheu completamente de cidadãos vindos de todas as freguesias do concelho, tendo muitos ficado em pé, nas laterais e ao fundo do auditório.
Os socialistas locais mobilizaram-se e disseram presente, numa manifestação de grande unidade, bem como muitas mais pessoas, independentes e até de outras áreas políticas, que quiseram e querem associar-se a este projeto de mudança e de esperança para o concelho.
As intervenções estiveram por conta de Liliana Silva, coordenadora concelhia da JS, Adelino Amaral, presidente da comissão política concelhia, João Azevedo, presidente da federação de Viseu do PS, Miguel Laranjeiro, secretário nacional para a organização, tendo encerrado, o candidato, José Borges da Silva.
Marcaram também presença o deputado do PS, Acácio Pinto, os membros da federação, António Borges, Miguel Ginestal, Marisabel Moutela, Helena Rebelo e Rafael Guimarães, bem como os presidentes das concelhias de Mangualde, Marco Almeida, e de Carregal do Sal, Artur Borges.
Mas duas presenças mais notadas foram as dos antigos presidentes de câmara, José Correia e José Vaz e ainda várias personalidades concelhias muitos próximas do PSD.
No final dos discursos, muito aplaudidos, procedeu-se à abertura do espaço onde no futuro se situará a sede da candidatura e onde decorreu um dão de honra para os presentes.
Da nossa parte uma saudação ao cidadão Borges da Silva pela sua intervenção cívica e política em prol dos interesses das pessoas do seu concelho.
Felicidades.
(Fotos: Notícias Nelas Carregal | L&C)

Reunião do secretariado da federação do PS de Viseu

No final da manhã de 23 de fevereiro, na sede do PS, participei com o João Azevedo, o António Borges, a Marisabel Moutela e o Jorge Caetano, na reunião do secretariado da federação de Viseu do PS.
Uma reunião sobre o processo autárquico e as candidaturas do PS em todo o distrito, onde há excelentes candidaturas e um grande entusiasmo e empenhamento em seu torno que permitem augurar um reforço do número de autarquias socialistas no distrito.
A federação tem acompanhado e continuará a acompanhar todo o processo autárquico, nomeadamente através do coordenador autárquico, António Borges, e está disponível para se deslocar a todas as estruturas concelhias para a realização das mais diversas atividades.
As mais recentes evoluções nas políticas governativas também não deixaram de merecer uma abordagem, necessariamente muito crítica. O governo está em desagregação e está num beco sem saída, com as políticas que estão a ser seguidas. E se dúvidas existissem elas dissiparam-se através das declarações de Vítor Gaspar, também ele agora a chocar contra a realidade e a dizer o óbvio, há muito, para o PS e para o seu secretário geral, António José Seguro: precisamos de mais tempo para consolidar as contas públicas e para reduzir o défice.
Nada nem ninguém obedece ao governo, como se constata: nem o desemprego, + de 17%, e o desemprego jovem, em 40%, nem as contas públicas, nem o défice, nem a execução orçamental, nem as receitas fiscais...
Enfim tudo errado, como os portugueses já sabiam e sabem há muito tempo, mas que só agora os iluminados do terreiro do Paço descobriram.
O PS continuará sereno e atento e a preparar os dossiers sobre as mais diversas temáticas. As suas políticas e estratégias alternativas, de mais Europa, de mais economia, de apoio às PME, de baixa de impostos, de programas e medidas de criação de emprego, começam a ser percetíveis aos olhos dos portugueses e finalmente, também, dos comentadores!

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Com amigos, no estádio da Luz, na vitória 2-1 sobre o Leverkusen

Nem o mau tempo que se abateu sobre Lisboa naquele fim de tarde de 21 de fevereiro fez esmorecer a vontade de ir ao estádio da Luz e assistir a uma difícil mas merecida vitória, 2-1, do SLB sobre o Bayer Leverkusen.
E agora que venha o próximo, o Bordéus, no dia 7 de Março.
Para memória futura ficam algumas fotos dos amigos presentes.